Banco de tempo > Conceito
Conceito

Banco de Tempo é um sistema de organização de trocas solidárias que promove o encontro entre a oferta e a procura de serviços disponibilizados pelos seus membros. No Banco de Tempo troca-se tempo por tempo; todas as horas têm o mesmo valor e quem participa compromete-se a dar e a receber tempo.

Na prática, funciona deste modo: quando um membro do Banco de Tempo precisa de um serviço, contacta a sua agência, que procura um outro membro que o possa realizar. Realizado o serviço, quem o solicitou passa um cheque de tempo. O membro que prestou o serviço deposita o cheque, que é creditado na sua conta, e poderá obter serviços disponibilizados por qualquer outro membro.



OBJECTIVOS:

  • Apoiar a família e a conciliação entre vida profissional e familiar, através da oferta de soluções práticas de organização da vida quotidiana;
  • Reforçar as redes sociais de apoio, diminuir a solidão e promover o sentido de comunidade e de vizinhança;
  • Promover a colaboração entre pessoas de diferentes gerações e origens;
  • Contribuir para a construção de uma cultura de solidariedade e para o estabelecimento de relações sociais mais humanas e igualitárias;
  • Valorizar o tempo e o cuidado dos outros;
  • Estimular os talentos e promover o reconhecimento das capacidades de cada um/a;


PRINCÍPIOS:

  • Troca-se tempo por tempo: a unidade de valor e de troca é a hora;
  • Todas as horas têm o mesmo valor: não há serviços mais valiosos do que outros;
  • Há obrigatoriedade de intercâmbio: todos os membros têm que dar e receber tempo;
  • A troca não é direta: o tempo prestado por um membro é-lhe retribuído por qualquer outro membro;
  • A troca assenta na boa vontade e na lógica das relações de “boa vizinhança”: os serviços prestados correspondem a actividades que se realizam com gosto e, para as realizar, não podem exigir-se aos membros certificados ou habilitações profissionais. 

 

Consulte aqui as Regras de Funcionamento.