Funcionamento > Regras
Regras

Como posso tornar-me membro do Banco de Tempo? Como funciona?
Como posso tornar-me membro do Banco de Tempo?
Qualquer pessoa que se reveja na proposta do Banco de Tempo e se disponibilize para dar e receber tempo, poderá tornar-se membro. Terá que dirigir-se a uma agência do Banco de Tempo, próxima da área de residência, onde fará uma entrevista de acolhimento. Ao longo da entrevista tomará conhecimento do modo de funcionamento do Banco e preencherá uma ficha de membro (indicando dados pessoais, pessoas de referência e serviços que pretende oferecer e pedir).

Para se tornar membro a pessoa terá também que assinar um documento onde declara que tem conhecimento e aceita os objectivos, princípios e modo de funcionamento do Banco de Tempo e que se compromete a respeitar e cumprir os seus deveres enquanto membro. Se for menor de idade terá que obter a autorização do/a Encarregado/a de Educação.


Como trocar?

Quando alguém precisa de um serviço, contacta a sua agência do Banco de Tempo que vai procurar um membro que o possa realizar e, depois, coloca os membros em contacto.

Quando contactados pela agência para saber se podem prestar um serviço, os membros podem dizer que não estão disponíveis. Caso um membro se tenha comprometido a prestar um serviço e, por qualquer motivo, não possa prestá-lo, deverá informar o membro que está a contar consigo e/ou a agência.


Como é feito o pagamento do serviço?

No fim da troca o pagamento do serviço é feito através de um cheque de tempo, onde se regista a duração do serviço. A hora é divisível em meia hora, fazendo-se um arredondamento por excesso (mais que 15 minutos), ou por defeito (menos que 15 minutos).

Quem recebeu o cheque deverá depositá-lo na agência do Banco de Tempo, para que seja creditado, na sua conta, o tempo que usou na prestação do serviço e debitado na conta do membro que o recebeu.


Há um limite de horas de débito ou crédito?

O limite máximo de diferença entre horas recebidas e oferecidas é de 20 horas. Portanto, quando um membro tem 20 horas de crédito, não pode continuar a dar o seu tempo antes de pedir um serviço a qualquer outro membro. Se, pelo contrário, o membro tem 20 horas de débito é altura da Agência do Banco de Tempo estimular a procura dos serviços disponibilizados por aquele membro para que possa continuar a trocar.


O que acontece em caso de faltas ou acidentes?

O Banco de Tempo não se responsabiliza pelo incumprimento dos membros ou por acidentes que envolvam bens ou pessoas ocorridos durante a troca de serviços.


O que acontece no caso de incumprimento dos membros?

As situações de incumprimento serão analisadas pela equipa coordenadora da Agência do Banco de Tempo, em conjunto com o membro em causa. Incidentes considerados graves poderão justificar a expulsão do membro.


Consulte aqui o folheto de princípios e regras de funcionamento do Banco de Tempo.